segunda-feira, 15 de maio de 2017

Dia 15 - TRANSMITINDO OS ENSINOS DA PALAVRA ÀS GERAÇÕES FUTURAS

“Estes, pois, são os mandamentos, os estatutos e os juízos que mandou o SENHOR, teu Deus, se te
ensinassem, para que os cumprisses na terra a que passas para a possuir; para que temas ao SENHOR,
teu Deus, e guardes todos os seus estatutos e mandamentos que eu te ordeno, tu, e teu fi lho, e o fi lho
de teu fi lho, todos os dias da tua vida; e que teus dias sejam prolongados. Ouve, pois, ó Israel, e atenta em os cumprires, para que bem te suceda, e muito te multipliques na terra que mana leite e
mel, como te disse o SENHOR, Deus de teus pais. Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o
único SENHOR. Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua
alma e de toda a tua força. Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus fi lhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te.” (Dt 6.1-7)

Este era o sentimento que estava no coração do apostolo Paulo após receber uma contribuição da igreja de Filipos. Paulo agradece àqueles irmãos por terem lhe enviado uma ajuda pelas
mãos de Epafrodito. Paulo  faz questão de mencionar que todo o esforço da igreja
em abençoá-lo estava sendo visto e recebido “como cheiro suave, como sacrifício
aceitável e aprazível a Deus”. Nos versículos anteriores Paulo menciona a participação
da igreja em sua vida e ministério desde o início quando ele deixou Filipos para ensinar em Tessalônica: “Todavia, fizestes bem, associando-vos na minha tribulação. E sabeis também vós, ó 
filipenses, que, no início do evangelho, quando parti da Macedônia, nenhuma igreja se associou comigo no tocante a dar e receber, senão unicamente vós outros.” (Fp 4.14,15)
Que sentimento nobre movia os corações destes amados irmãos de Filipos! Eles tinham a plena
convicção de que era melhor dar do que receber. Tinham corações generosos. Entregava não com o objetivo de receberem algo em troca, mas como fruto da gratidão a Deus por tudo o
que o Senhor já tinha dado. E mais: esses preciosos irmãos tinham a plena consciência
de que era um grande privilégio participar da propagação do Evangelho através de seus
bens. Eles tinham alegria em contribuir! Que a cada dia desenvolvamos esse mesmo sentimento
em nossa família. O sentimento de gratidão ao Senhor por tudo aquilo que ele nos tem dado. E que, assim como os Filipenses, nos envolvamos ainda mais na propagação do evangelho, doando o melhor do que temos e somos para a glória de Deus. Afinal, “Deus ama a quem dá com alegria.” (2Co 9.7)

Oremos
1. Por famílias saudáveis que contribuam para a obra missionária.
2. Para que Deus aceite nossas ofertas missionárias como sacrifício aprazível.
3. Para que Deus nos dê o privilégio de contribuir cada vez mais com missões como família.
4. Pelos pais, para que sejam exemplo para os fi lhos de contribuintes com missões.
5. Pelos fi lhos, para que aprendam desde cedo a amar e cooperar com a obra missionária.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...