domingo, 14 de maio de 2017

Dia 14- PAIS, EXEMPLO PARA OS FILHOS

“Decorrido o turno de dias de seus banquetes, chamava Jó a seus fi lhos e os santifi cava; levantava-se de madrugada e oferecia holocaustos segundo o  número de todos eles, pois dizia: Talvez tenham
pecado os meus fi lhos e blasfemado contra Deus em seu coração. Assim o fazia Jó continuamente.”
(Jó 1.5)


A função dos pais se assemelha à função sacerdotal no sentido de que eles devem servir como promotores da devoção familiar e da comunhão do lar com o Senhor. O sacerdote era aquele
que intercedia a Deus pelo povo e, ao mesmo tempo, auxiliava os frequentadores do templo no cumprimento dos preceitos litúrgicos de adoração, contrição e serviço a Deus. A função sacerdotal foi extinta com o sacrifício oferecido por Cristo. Ele não era apenas o Cordeiro de Deus que estava sendo sacrifi cado, mas também  – como ensina a Carta aos Hebreus – o sacerdote que oferecia ao Senhor um sacrifício eterno para a remissão dos pecados do mundo (Hb 4.14-16). É claro que não  necessitamos mais de sacerdotes para intermediar nosso acesso a Deus, pois Cristo é o único mediador entre Deus e os homens (1Tm 2.5,6). Entretanto, em termos simbólicos, os pais
possuem certa responsabilidade sacerdotal. São eles que devem motivar, instruir e conduzir a vida devocional da família. Portanto, é indispensável que os pais sejam um exemplo de comunhão e devoção. Pais que não oram, não leem a Bíblia e não mantêm uma postura coerente com a autêntica
espiritualidade não podem exigir que seus fi lhos o façam. Afi nal, eles são espelho e referência
do lar. Tal como Jó, que sem esmorecer intercedia constantemente por seus fi lhos (Jó 1.5),
os pais devem exercer com fi delidade o papel de sacerdotes da família. Você, pai, tem exercido este
papel dentro de sua casa? Medite sobre isso.

Oremos
1. Para que os pais sejam exemplos para os fi lhos no relacionamento com Deus.
2. Para que o pai assuma o seu papel como sacerdote em casa.
3. Para que os fi lhos recebam o exemplo positivo de seus pais com alegria e os imitem por toda a vida.
4. Para que os pais tenham uma vida comprometida com a oração e com o estudo da Bíblia.
5. Para que a família cultive uma vida devocional diária.
Uma

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...