terça-feira, 4 de junho de 2013

A ORIGEM DO DIA DO PASTOR- 2º DOMINGO DE JUNHO





O Jornal Batista de 08/06/1975 traz uma nota sobre DIA DO PASTOR da autoria de J.R.P. que assim nos informa: “Quem teria instituído esse dia? Parece que a idéia não surgiu nos Estados Unidos onde os pastores sempre tiveram muito conceito e influencia. Pelo menos não temos lido nos jornais evangélicos norte-americanos qualquer coisa a respeito de um dia especial consagrado aos pastores. Assim cremos que a idéia é brasileira e que surgiu entre os batistas. Indo um pouco mais longe, julgamos que a iniciativa foi de nossa Junta de Beneficência. Nesse caso, então uma idéia brasileira e batista. Vamos fazer uma pesquisa e depois daremos o resultado a nossos leitores”.
Tivemos o privilégio de trabalhar na Junta de Beneficência da Convenção Batista Brasileira de 03 de março de 1952 a 31 de agosto de 1974; o cargo que ocupávamos era de Promoção e Propaganda.
Naquele tempo a Junta tinha um dia especial chamado “Dia da Junta de Beneficência”, comemorado no 2º Domingo de Maio, sendo esse dia também o “Dia das Mães”; sugerimos então ao Secretário Executivo da Junta – Dr. Antonio Neves de Mesquita que transferisse o dia da Junta para o 3º Domingo de Maio. Nessa ocasião, escrevemos um artigo para O Jornal Batista publicado em 05/05/1955, 8ª página, falando sobre o Dia do Pastor. Estando à frente do Departamento de Promoção e Propaganda da Junta, sentimos que “Dia da Junta de Beneficência” não era um bom nome porque naquele tempo a Junta tinha a fama de ser rica e o pedido que se fazia era de uma oferta especial para a Caixa de Socorros para ajudar os pastores aposentados com pequena aposentadoria e outros que nem aposentaria tinham. Constando a ineficácia do trabalho, sugerimos ao Dr. Mesquita que mudasse o nome “Dia da Junta de Beneficência” para “Dia do Pastor”, visto que tudo girava em torno dos vocacionados para a obra do Ministério da Palavra de Deus. Como o mês de Maio era dedicado às mães, sugerimos, outrossim, que transferíssemos o Dia do Pastor para o 2º Domingo de Junho e este, então seria o mês do PASTOR. O Dr. Mesquita sentiu que a idéia era muito boa e aceitou-a integralmente; desde, então, começamos a promover o DIA DO PASTOR no 2º Domingo de Junho com os seguintes objetivos: levantar uma Oferta generosa para a Caixa de Socorros a fim de que a Junta pudesse ajudar mais e melhor os pastores aposentados de parcos recursos; comemorar o DIA DO PASTOR em cada Igreja Batista, homenageando o Pastor local e os pastores que haviam pastoreado a mesma igreja; e proporcionar, através de tais comemorações, o despertamento de jovens vocacionados por Jesus para a obra do Ministério. Diante deste fato, que é um marco histórico na Denominação Batista Brasileira, afirmamos com humildade que o DIA DO PASTOR originou-se de uma sugestão do signatário destas linhas.
Esperamos e fazemos votos ao Senhor da SEARA que este Dia seja cada vez mais vitorioso em todas as igrejas batistas do Brasil e quiçá do mundo, para o crescimento da gloriosa obra do Ministério da Palavra de Deus.
Hoje muitas outras denominações estão também comemorando o DIA DO PASTOR, o que aumenta a nossa alegria cada vez mais em saber e sentir que a obra de Deus prospera mais e mais em todo o universo.
Na esperança de que o DIA DO PASTOR seja comemorado em todas as igrejas de nossa querida Pátria, a fim de que muitos outros obreiros se levantem para atender a vocação de Deus para a obra do Ministério, continuamos no firme propósito de servir ao nosso Mestre à frente da querida Igreja Evangélica Batista em Botafogo na Cidade do Rio de Janeiro.


A JUNTA DE BENEFICENCIA E O DIA DO PASTOR
Othon Ávila Amaral (JB de 14/06/1981)
(pesquisa realizada pelo irmão Othon Àvila Amaral)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...