segunda-feira, 12 de março de 2012

As igrejas de Deus têm problemas

11:36
Pensamos que uma igreja preguiçosa, que nada faz, pode bem ficar livre de dificuldades, mas uma igreja ativa e operosa pode esperar certos problemas. Uma igreja que consegue converter alcoólatras, viciados em drogas, divorciados; que busca uma "mulher samaritana", ou um "Simão, o mágico", ou uma "Maria Madalena", pode esperar alguns problemas. Mas aquela igreja que escolhe a alternativa de pregar e converter somente os que são moralmente bons e que se ajustem bem em seu próprios círculos sociais e econômicos, enquanto evita alguns problemas, enfrenta o maior de todos eles em seu fracasso em obedecer o mandamento do Senhor (Marcos 16:15) e em seguir o próprio exemplo pessoal dele. Uma igreja que desenvolve pessoas pensantes que estudam objetivamente cada questão bíblica pode esperar que algumas diferenças apareçam em sua sincera busca da verdade. Uma igreja hospitaleira precisa estar preparada para acusações de negligência em sua mostra de hospitalidade. O verdadeiro zelo pelo Senhor gerará problemas, mas ai daquela igreja que negligencia a obra do Senhor para evitar questões.Não é a existência ou não existência de problemas, então, que determina a força de uma igreja, mas como lida com as suas dificuldades. Amor de uns pelos outros, cuidado mútuo, longanimidade, humildade, amor à verdade, determinação em fazer a vontade de Deus-- estas são as qualidades que fazem uma igreja forte. Elas não podem impedir que problemas se desenvolvam, mas podem capacitar uma igreja a levar seus problemas a soluções aprovadas por Deus. Cada vez mais pessoas abandonam as igrejas e menos pessoas ingressam nelas isto é uma verdade, com o passar do tempo, as pessoas tornam-se cada vez mais individualistas e mais voltadas a uma vida independente, já que o computador se tornou o canal de comunicação. Não é mais preciso correr atrás das informações; tudo está ao alcance dos dedos. A conversa passou a segundo plano. Por meio do computador, é possível trocar idéias e aprender com a opinião dos outros. Com a internet, é possível fazer amigos, obter informações e até fazer compras. Depois que o mundo passou da era analógica para a digital, as pessoas se tornaram mais isoladas, pois perderam o contato pessoal. Muitas evitam aglomerações e, quando vão para casa, isolam-se em frente ao computador.É comum hoje muitas donas de casa correrem para terminar os afazeres diários e, depois, sentarem à frente do computador para um bate-papo. Quanto mais tempo as pessoas passam em frente do computador, menos tempo passam juntas. Por fim, elas começam a viver num mundo fictício. Existem pessoas que quando estão em crise, voltam a praticar os velhos hábitos do velho homem, querem sair da igreja, outras vão para igrejas menores, falam mau de tudo, entrão em depressão, abrem mão das atividades da igreja se é um cristão praticante. E há pessoas que são como o personagem da Bíblia Isaque, quando estão enfrentando uma crise, fogem dela.
Se estamos enfrentando uma crise, a primeira coisa que não podemos fazer é fugir da crise como Isaque fez. Temos que enfrentá-la ao invés de procurar o caminho mais fácil.
Os problemas e as crise que enfrentamos Deus sabe e permite que aconteça em nossa vida. Jó, no final da sua luta dizia: “Antes eu te conhecia de ouvir falar, agora os meus olhos te vêem”.
Depois das crises, as visões de Deus aumentam em nossas vidas, somos mais cheios do Espírito Santo e a nossa fé aumenta. Se tivermos passando por crises e queremos ouvir a voz de Deus, primeiramente precisamos entender que a voz de Deus não nos leva para longe da crise, mas para o centro da crise.
Deus nos fala no meio da crise, porque o que para nós é crise, para Deus é a oportunidade de um grande milagre. E assim vamos, não desistimos, estamos na luta em meio aos problemas e crises pedindo forças a Deus, pois tem hora que parece que vamos fraquejar, pensamentos negativos chegam em nossas mentes mas...sabemos que Deus está no controle. Orem por nós.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...